Eu imagino que todas as pessoas que estão lendo este texto já passaram por algum momento na vida onde tiveram a sensação de viver no botão automático, sair pela manhã para o trabalho e quando percebe já está indo de novo no dia seguinte, sem sentir a real felicidade pelo que estavam fazendo.

Embora vivamos em um ritmo louco e com muitas contas à pagar, precisamos trabalhar em prol do nosso propósito de vida. Se você vive plenamente o seu propósito profissional e o propósito pessoal ainda não, é porque você ainda não o encontrou.

Para ser pleno na vida, eu acredito que é essencial encontrar uma carreira que esteja alinhada com aquilo que você acredita.

O propósito permeia todos os âmbitos da vida. Dessa forma, não tem como desassociar carreira, amor pela função, habilidade e impacto no mundo. A plenitude só sera atingida quando você englobar tudo isso na mesma carreira e isso se chama : IKIGAI.

Aí você me pergunta : o que que tem a ver a apresentações de impacto com o IKIGAI?

Primeiro passo, para que você possa falar de algo com propriedade, se sentir segura e criar autoridade na área que deseja é primordial que você tenha paixão pelo que faz. E para sentirmos este interesse genuíno por algo você precisa saber quem você é, o que te move e qual legado quer deixar. São questões que parecem simples mas te peço 5 minutos para pensar a respeito e não sei se saberá as respostas. Afinal é muito mais difícil fazer a leitura de nós mesmos do que de uma outra pessoa.

Supondo que você já passou por este primeiro passo e sabe bem o que gosta. O segundo passo então é escolher um tema dentro da sua área de atuação que goste tanto a ponto de querer compartilhar com o mundo tudo aquilo que você sabe.

Após ter o tema escolhido vamos para o terceiro passo que é criar uma narrativa que engaja o seu público. Existem diversas formas de criar uma narrativa de sucesso para uma comunicação de excelência e para isso é importante que haja 65% de emoção, 20% de dados e 15% de autoridade.
Entrando no quarto passo vamos iniciar a criação do seu conteúdo e para que você impacte pessoas precisa por muitas pitadas de emoção, história de vida , realidade que gera empatia com histórias de sucesso mas principalmente de fracasso.

Sério? Sim! Sério, contar momentos difíceis conecta verdadeiramente e te faz ser de verdade. Até mesmo quando você for lecionar um tema complexo cabe um momento onde pode trazer um ” elemento de suporte” para falar de um caso real para contextualizar.

Após ter o conteúdo criado, cheio de vida, conceitos de mundo atuais, curiosidades e histórias reais, o quinto passo é o design dos slides da sua apresentação. Imagens que conectam com suas palavras para gerar visualização do tema. Existem alguns perfis comportamentais e um deles é o visual, que precisa de imagens para assimilar o conteúdo, por exemplo.

Podemos ainda trazer a oratória como um sexto passo para uma comunicação de excelência e ela envolve muito mais que falar bem mas ter presença, estar presente de corpo e alma, com o coração aberto e considerando que o palco não é seu e sim do seu público. Sem eles aquela oportunidade não existiria mesmo que você tivesse a melhor história pra contar. A oratória considera a fala do corpo, da sua expressão corporal.

E como toda ação tem uma reação, se você apresentar com a mão pra trás e com a coluna curvada o seu público vai reagir com desânimo e desinteresse. O mesmo vale para uma expressão positiva de alegria, conquista e ” mulher maravilha” que gera ânimo e positividade nas pessoas que estão ali para te ouvir.

Para chegarmos ao fim da nossa conversa que estava tão boa te convido a fechar os olhos e te imaginar em um palco lindo, com uma plateia ansiosa para te ouvir, e você entra com aplausos e começa a falar…Qual seria a sua história?

WhatsApp chat